Protocolo RSI

O Protocolo visa o acompanhamento de proximidade a 210 famílias beneficiárias da prestação do Rendimento Social de Inserção, residentes na freguesia de Ramalde. 

A intervenção desenvolve-se através da execução de ações nos âmbitos individual/familiar e coletivo.

As principais ações desenvolvidas, no que concerne à intervenção individual/familiar, passam pelo atendimento no âmbito do acompanhamento social das famílias (atendimentos/visitas/articulação com entidades intervenientes) contemplando sempre a negociação e celebração dos Contratos de Inserção, que espelha o seu projeto de vida delineado, o acompanhamento e avaliação periódica dos mesmos, promovendo a participação, responsabilização destes na sua elaboração e efetivação. Enfoque no trabalho individual/familiar, e na relação empática estabelecida com as famílias de forma a trabalhar as problemáticas e delinear estratégias para a mudança efetiva, uma vez que na dimensão coletiva existem condicionantes à mudança, quer pela adoção de comportamentos socialmente aceites, como pela dificuldade e resistência de exposição das suas fragilidades.

A intervenção coletiva realiza-se através dinamização de sessões em grupo, no âmbito do treino de competências parentais e no âmbito do treino de competências pessoais e sociais de base.

O protocolo do Rendimento Social de Inserção apresenta como pilar central da sua intervenção as crianças e adolescentes. A intervenção desenvolvida com as famílias beneficiárias de RSI visa sempre, em última instância, assegurar o saudável desenvolvimento integral das crianças, prevenindo situações de risco para estas, que poderão estar, obviamente, relacionadas com problemáticas ao nível da educação, saúde, ação social e emprego/formação. 

Neste sentido a nossa intervenção, quer a nível individual como em grupo, centra-se na otimização de competências pessoais e socais de base dos beneficiários com o intuito de suprir situações de limite/risco.

 

Plano de Atividades AQUI.